(45) 3029-1328

Sole Terapias e Pilates

O intestino e as intolerâncias

O intestino e as intolerâncias

O objetivo da fisioterapia é dar funcionalidade e o intestino é parte fundamental para um bom funcionamento do organismo, pois se há algo de errado nesse nível, outras partes do corpo podem ser sobrecarregas, além dos desagradáveis sintomas gastrointestinais. De alguns anos pra cá, o aumento do número de casos de intolerâncias ou sensibilidades alimentares cresceram notavelmente, isso se deve a vários fatores, entre eles a qualidade dos produtos que estamos ingerindo, a quantidade de componentes sintéticos e tóxicos, as dificuldades nos relacionamentos e o aumento do estresse de modo geral. Os intestinos são o maior órgão sensorial do corpo. A parede intestinal é a membrana por onde o alimento passa para ser digerido e transportados em direção ao fígado. Como o intestino representa uma grande superfície de assimilação, se torna a porta de entrada dos nutrientes em excesso, toxinas, poluentes e tudo o que foi vivido de uma forma […]

O objetivo da fisioterapia é dar funcionalidade e o intestino é parte fundamental para um bom funcionamento do organismo, pois se há algo de errado nesse nível, outras partes do corpo podem ser sobrecarregas, além dos desagradáveis sintomas gastrointestinais.
De alguns anos pra cá, o aumento do número de casos de intolerâncias ou sensibilidades alimentares cresceram notavelmente, isso se deve a vários fatores, entre eles a qualidade dos produtos que estamos ingerindo, a quantidade de componentes sintéticos e tóxicos, as dificuldades nos relacionamentos e o aumento do estresse de modo geral.
Os intestinos são o maior órgão sensorial do corpo. A parede intestinal é a membrana por onde o alimento passa para ser digerido e transportados em direção ao fígado.
Como o intestino representa uma grande superfície de assimilação, se torna a porta de entrada dos nutrientes em excesso, toxinas, poluentes e tudo o que foi vivido de uma forma difícil de aceitar.
Então quando falamos de intolerâncias é necessário destacar três fatores importantes: toxicidade, trauma/estresse e nutrientes.
Nosso corpo é uma unidade (mente-corpo), sendo que, o que é vivido me modo intolerável, fica armazenado em nossas células enquanto não pudermos nos desfazer dessa situação.
Muitas vezes, a raiz é desencadeada ainda na infância, pelo que chamamos de “programante” quando algo é vivido na vida fetal ou logo na primeira infância, gerando uma fragilidade de assimilar ou aceitar alguma situação. E quando vivemos algo que desperta essa fragilidade, os sintomas aparecem.
Na prática clínica é possível notar que muitas intolerâncias estão associadas a separações que trouxeram algo desagradável, situações tão desagradáveis que foram vividas como intoleráveis, as vezes com agressões e outras vezes situações onde: NÃO É POSSÍVEL TOLERAR MAIS ESSA SITUAÇÃO OU ESSA PESSOA!
Quanto maior a massa de conflito, maior a facilidade dessa pessoa de ser intolerante. Isso mesmo: grande parte dos pacientes com alguma intolerância, reconhecem ser intolerantes em outros aspectos também no dia-a-dia.
Corpo e mente são um, o que você pensa e diz afeta o estado de suas células. Por isso não podemos negligenciar o que é vivido no emocional (nossos conflitos biológicos). Não é porque na medicina tradicional não falamos sobre os aspectos relacionais que eles não existem. Conhecer a si mesmo, dar importância ao que viveu e poder trabalhar com esses aspectos auxiliam qualquer indivíduo e qualquer tratamento.
Lembre-se: nosso cérebro guarda tudo de maneira intestinal!
Dra. Luana Frasson
Written by Luana Frasson
Share It

Depoimentos

Veja o que nossos alunos relatam de nossos serviços

black
black
black