(45) 3029-1328

Sole Terapias e Pilates

Crianças também fazem Microfisioterapia

Crianças também fazem Microfisioterapia

Este modo de tratamento é especial em mensurações e permite o terapeuta reunir informações sobre mal funcionamento dos tecidos ou órgãos. As palpações específicas da técnica são utilizadas em crianças de qualquer idade, permitindo, depois de identificado a causa primária, equilibrar áreas que estão hiperestimuladas ou hipoestimuladas restabelecendo um melhor funcionamento. Trago informações de algumas pesquisas em microfisioterapia, para melhor entendimento: Em 2002, Fontinoy A. e Kennes C. trabalharam com crianças com dificuldades de comunicação e tiveram um resultado de 52% em média de melhoras. Em 2003 Lawrence Calderara realizou uma pesquisa com recém-nascidos que sofriam com regurgitação e a média de melhora foi de 68%. Em 2004 Emmanuelle Lagier trabalhou com crianças e adolescentes com enurese (crianças que urinam na cama) e 2 semanas após 46% dos pacientes melhoraram. Em 2004-2005 Lawrence Calderara realizou uma pesquisa com 274 crianças com alterações variadas (sono, comportamento, digestão…) obtendo resultados de 58% […]

Este modo de tratamento é especial em mensurações e permite o terapeuta reunir informações sobre mal funcionamento dos tecidos ou órgãos.
As palpações específicas da técnica são utilizadas em crianças de qualquer idade, permitindo, depois de identificado a causa primária, equilibrar áreas que estão hiperestimuladas ou hipoestimuladas restabelecendo um melhor funcionamento.
Trago informações de algumas pesquisas em microfisioterapia, para melhor entendimento:
  • Em 2002, Fontinoy A. e Kennes C. trabalharam com crianças com dificuldades de comunicação e tiveram um resultado de 52% em média de melhoras.
  • Em 2003 Lawrence Calderara realizou uma pesquisa com recém-nascidos que sofriam com regurgitação e a média de melhora foi de 68%.
  • Em 2004 Emmanuelle Lagier trabalhou com crianças e adolescentes com enurese (crianças que urinam na cama) e 2 semanas após 46% dos pacientes melhoraram.
  • Em 2004-2005 Lawrence Calderara realizou uma pesquisa com 274 crianças com alterações variadas (sono, comportamento, digestão…) obtendo resultados de 58% a 94% de resultados positivos.
O corpo tem memória e parece armazenar informações de modo holográfico. Por isso uma diversidade de mapas são utilizados durante os atendimentos de microfisioterapia, assim como variadas formas de palpações podem ser utilizadas pelo fisioterapeuta.
Nas últimas duas décadas, a nova ciência da psiconeuroimunlogia nos ofereceu um grande entendimento da interação do corpo e da mente.
Isso significa que uma criança sofre por conflitos como adultos através de sua percepção de criança, mas não conseguem se expressar verbalmente sobre o quanto determinadas situações podem ser estressantes. Pode ser a mudança de casa ou a chegada de um irmão, talvez um castigo não merecido ou até uma separação… Acabam formando cicatrizes que mudam a confiança, comunicação, aprendizagem assim como podem provocar sintomas físicos, como dores ou mal funcionamento de uma víscera, ex.: constipação, síndrome de chron, dores de cabeça…
Por mais que as situações de estresse vividas desencadeiam reações, existem ainda vários outros motivos que podem levar a alterações celulares, que vão desde quedas, traumas físicos, cirurgias, contaminações ao excesso do uso de medicamentos;
Nem todos os acontecimentos perturbadores alteraram o bom funcionamento, tudo dependerá da intensidade em que foi vivido. Em alguns casos, nosso organismo consegue resolver tudo sem gerar sintomas, em outros uma sobrecarga surgirá.
Por isso a importância de considerar os sintomas dos pequenos, nenhum sintoma acontece por acaso.
Dra. Luana Frasson
Written by Luana Frasson
Share It

Depoimentos

Veja o que nossos alunos relatam de nossos serviços

black
black
black